Sugestão de Pauta

Saiba como sugerir pautas para os canais oficiais de comunicação do IFMS

Servidores e estudantes do IFMS podem sugerir pautas por meio de formulário eletrônico.

Após a análise da Assessoria de Comunicação Social (Ascom), as pautas serão ou não divulgadas nos canais oficiais de comunicação do IFMS:

  • Site institucional
  • Boletim Eletrônico do IFMS
  • Agenda IFMS
  • Página do Servidor
  • Boletim Entre Nós
  • Facebook do IFMS
  • IFMS Comunica

As sugestões de pauta devem ser enviadas até a quinta-feira da semana anterior à ação ou evento a ser realizado. O prazo é importante para que, na sexta-feira, a Ascom possa planejar a produção de conteúdo da semana seguinte.

No Campus Nova Andradina, as sugestões de pauta também podem ser discutidas diretamente com o jornalista da unidade, Cleyton Lutz, pelo e-mail ou pelo ramal 9612.

Entenda o caminho que a informação percorre até ser divulgada

1. A pauta é sugerida pelo servidor ou estudante do IFMS.

2. A Ascom analisa a sugestão de acordo com critérios jornalísticos:

- Relevância: informações de interesse público têm prioridade.
- Ineditismo: informações novas e relevantes têm espaço garantido.
- Atualidade: pautas "frias" (não factuais) poderão ser descartadas caso surjam pautas "quentes" (factuais).
- Abrangência: quanto maior o número de pessoas interessadas na informação, maior a chance de publicação.
- Proximidade: notícias próximas do leitor/espectador, seja geográfica ou culturalmente, geram mais interesse.
- Intensidade: informações que provocam impacto, em geral, se transformam em notícia.

São prioridades para divulgação da informação:
1º Interesse público.
2º Interesse da comunidade interna dos dez campi.
3º Interesse da comunidade de campus específico.

3. Depois de analisar a sugestão de pauta, a Ascom decide pelo descarte ou encaminhamento da pauta para divulgação em um dos canais oficiais de comunicação e/ou para envio de release à imprensa.

4. As informações são apuradas por um jornalista, que também é o responsável por redigir a notícia. O material é editado e publicado no canal oficial de comunicação por outro jornalista.

5. Caso a Assessoria decida pelo envio de release aos veículos de comunicação, o contato com a imprensa é feito pelos jornalistas do IFMS ou pelos colaboradores da Ascom nos campi.

6. Os jornalistas conferem a divulgação da matéria nos meios de comunicação e arquivam as publicações encontradas (clipping).

Importante

  • Toda cobertura é feita de acordo com a estrutura da Ascom, portanto, pautas importantes podem não ser cobertas caso não haja condições.
  • As informações divulgadas pela Ascom têm como objetivo informar à comunidade do IFMS e à sociedade sobre a instituição, buscando dar visibilidade às ações institucionais.
  • A comunicação não será usada para interesses que não sejam os da instituição.
  • A promoção de gestores, servidores ou qualquer promoção pessoal não é permitida.
  • A definição de pautas que serão divulgadas é prerrogativa exclusiva da Ascom, obedecendo aos critérios jornalísticos.
  • Não cabe ao gestor ou chefe de setor definir o que deve ou não ser publicado nos canais oficiais de comunicação.
  • O Código de Ética da profissão dispõe que o jornalista é responsável por toda a informação que divulga. Dessa forma, a Ascom não submete o texto da matéria para aprovação prévia da fonte antes da publicação.
  • Por não haver regulamentação na forma de trabalho do jornalismo institucional no Serviço Público Federal, o IFMS faz uso, no que for possível e com adaptações, dos Manuais de Redação dos jornais de maior circulação no País (Folha de São Paulo, Estado de São Paulo e O Globo).