Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Equipe do IFMS vence etapa nacional da Jornada de Foguetes

Ponta Porã

Equipe do IFMS vence etapa nacional da Jornada de Foguetes

Estudantes aproveitaram evento para divulgar software criado no Campus Ponta Porã para lançamento de foguetes de garrafas PET.
por Paulo Gomes publicado: 12/11/2018 12h39 última modificação: 12/11/2018 12h39
Estudantes do Campus Ponta Porã venceram a competição este ano

Estudantes do Campus Ponta Porã venceram a competição este ano

Estudantes do Campus Ponta Porã venceram a etapa nacional da XVII Jornada de Foguetes realizada no município de Barra do Piraí (RJ), entre 30 de outubro e 2 de novembro. A competição é parte da Mostra Brasileira de Foguetes (MobFog) e da Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA).

Anibal Salinas Júnior, Bruno Davi Jacques e Ian Medeiros, todos do curso técnico integrado em Informática, ficaram entre os dez primeiros colocados, sendo considerados campeões pela distância que conseguiram atingir com os lançamentos. O foguete da equipe, denominada de Frontier Rocket, atingiu 201,6 metros.

“Temos a sensação de dever cumprido, depois de dois anos de trabalho, melhorando o foguete e a base de lançamento para, finalmente, sermos reconhecidos e premiados”, comemorou Anibal.

Os estudantes também ganharam um livro histórico sobre o lançamento de foguetes no Brasil, entregue pelo Centro de Lançamento da Barreira do Inferno, base da Força Aérea Brasileira (FAB) para lançamentos de foguetes, onde é realizada a competição. O prêmio extra foi um reconhecimento pelo desenvolvimento do software “Projeto X”, que simula os lançamentos de foguetes.

O programa foi criado especificamente para o lançamento de jatos com garrafa PET. A ideia foi desenvolvida como Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) dos estudantes e apresentada durante o evento.

Nos testes realizados, a precisão dos cálculos foi de 94%. Com o programa, segundo os autores, é possível economizar nos materiais usados e aumentar a eficiência dos lançamentos.

“Depois da apresentação, não conseguíamos dar mais de três passos sem alguém nos parar para parabenizar pelo software e pedir uma cópia. Conhecemos muitos professores que gostaram do nosso trabalho e falaram que vão divulgar ele pelo Brasil”, comemorou Anibal.

Jornada – As regras para os lançamentos são específicas da competição. Os participantes precisam lançar os foguetes de garrafas PET usando como propulsão a reação química entre o vinagre e o bicarbonato de sódio, que resulta em uma explosão de gás carbônico.

Também fazem parte da avaliação a originalidade, o acabamento, a aerodinâmica, além de outros quesitos técnicos.

A Jornada reuniu 47 equipes de todo o país, selecionadas durante a 12ª Mostra Brasileira de Foguetes.

Outras informações estão disponíveis na página da Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica.