Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Evento em Nova Andradina oferta atividades gratuitas à comunidade

Festival de Arte e Cultura

Evento em Nova Andradina oferta atividades gratuitas à comunidade

Dança, teatro e palestras fazem parte da programação do Festival de Arte e Cultura no município, que nesta edição 2017 será realizada em nove campi da instituição.
por Cleyton Lutz publicado: 14/08/2017 17h35 última modificação: 14/08/2017 17h39
Exibir carrossel de imagens Abertura do Festival contou com apresentações de dança - Foto: Cleyton Lutz

Abertura do Festival contou com apresentações de dança - Foto: Cleyton Lutz

A edição 2017 do Festival de Arte e Cultura do Campus Nova Andradina do Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS) foi aberta na noite dessa quarta-feira, 9, na Câmara Municipal. A programação contou com apresentações de dança, teatro e uma palestra sobre arte na escola.

As principais atrações da abertura do Festival foram os grupos IFenceNA e IFdance, ambos do Campus Nova Andradina, responsáveis pela peça teatral “Sonhos Shakespearianos em Mato Grosso do Sul”, e o grupo de dança da Escola Estadual Maria José, do município de Anaurilândia (MS).

Já a palestra “Nossos percursos e trajetórias - um pouco de arte para a nossa história” foi ministrada pela professora da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), Rozana Vanessa de Godoi.

A coordenadora do evento, professora Silvana Sanches, explica que o objetivo é promover uma ação intercultural agregando pessoas, comunidades, grupos e atores sociais em várias atividades artísticas simultâneas, contemplando o que há de inovador na produção cultural da região.

“Para isso, procuramos abranger o maior número de expressões artísticas possíveis, contemplando toda a diversidade existente no Vale do Ivinhema”, ressaltou. A expectativa da organização é de que o evento receba em torno de 880 participantes.

Para ela, o Festival é importante porque amplia a compreensão sobre o papel das expressões artísticas e culturais na vida cotidiana e também sobre a atuação do IFMS.

“O Instituto Federal muitas vezes é associado apenas aos aspectos técnico e tecnológico dos seus cursos. Dessa forma, o evento serve para mostrarmos que o IFMS também tem compromisso com a arte e a cultura, que nos permitem pensar de maneira diferente, transitando por outros universos”.

Programação - O Festival segue até sexta-feira, 11, com apresentações artísticas, exposições e palestras abertas à toda a comunidade. As atividades são gratuitas e realizadas no Campus Nova Andradina da UFMS.

Além disso, são ofertadas oficinas de cinema, pintura, jogos, dança árabe e cigana, malabares, slackline, trapézio, tecido acrobático, argila, fundamentos do xadrez, ginástica rítmica, forças simbólicas e declamação.

Os interessados em participar podem se inscrever na página do evento.

A coordenadora do Festival destacou a contribuição dos servidores do IFMS para a ampliação das atividades ofertadas nesta segunda edição do evento.

“Temos aqui vários colegas com práticas artísticas em música, dança e desenho. Eles têm sido essenciais para podermos disponibilizar aos participantes uma experiência cultural mais ampla”, apontou Silvana.

Talentos locais – O Festival também serve para divulgar o talento da comunidade interna do Campus Nova Andradina. Um exemplo disso é a peça “Sonhos Shakespearianos em Mato Grosso do Sul”, encenada na abertura do evento pelo grupo IFenceNA, que reúne alunos e servidores do IFMS desde o início do ano para aulas teóricas, exercícios e ensaios semanais.

Inspirada nas obras do dramaturgo inglês William Shakespeare, A Megera Domada e Romeu e Julieta, a peça narra a história de dois alunos do campus que, ao tentar concluir seus trabalhos de final de semestre sobre Shakespeare, acabam trazendo o dramaturgo a Nova Andradina, por meio de uma impressora 3D e um adubo revolucionário.

A partir daí, o autor é levado a uma propriedade rural da região, presenciando os conflitos existentes entre os participantes das duas histórias.

“Partindo de dois de gêneros diferentes, comédia e drama, procuramos trazer a obra de Shakespeare para a realidade dos estudantes e do local onde vivem”, explicou a professora Andreia Souza, coordenadora do IFenceNA.

Para os estudantes, a encenação foi mais uma oportunidade de apresentar o trabalho desenvolvido no campus.

“A peça nos apresentou alguns desafios, como, por exemplo, a passagem da comédia, no início da peça, para o drama. Fazer o público entender isso foi, sem dúvida, uma das nossas maiores preocupações”, comentou a estudante Isabela Crivelli, 15, do curso técnico integrado em Informática.

Para Carlos Machado, 16, também do curso técnico em Informática, a apresentação na abertura do evento, com o auditório da Câmara lotado, é um incentivo para que o IFenceNA continue suas atividades, trazendo diversão aos expectadores.

“Foi uma ótima oportunidade que tivemos para nos apresentar, fazer as pessoas rirem e pensarem ao mesmo tempo. É uma sensação muito boa, que temos a cada vez que nos apresentamos”.

Festival de Arte e Cultura – Em 2017, o Festival já foi realizado em Naviraí. Além de Nova Andradina, o evento também está sendo promovido nesta semana em Campo Grande.

As inscrições também estão abertas para os eventos de Dourados e Jardim, previstos para serem realizados no final do mês.

O cronograma segue até setembro, nos campi Aquidauana, Corumbá, Coxim e Ponta Porã.

Mais informações estão disponíveis na página oficial do Festival.

O auxílio financeiro total disponibilizado pelo Instituto para realização do Festival de Arte e Cultura foi de aproximadamente R$ 108 mil, via Programa Institucional de Incentivo ao Ensino, Extensão, Pesquisa e Inovação (Piepi). O evento é organizado pela Pró-Reitoria de Extensão (Proex) e promovido pelos campi do IFMS.