Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Workshop mostra como preparar materiais didáticos com impressoras 3D

Pesquisa e Inovação

Workshop mostra como preparar materiais didáticos com impressoras 3D

Pesquisadores da Florida State University (FSU) apresentam a professores do IFMS diversas possibilidades de utilização do equipamento. Capacitação termina nesta sexta-feira, 8.
por Paulo Gomes publicado: 07/12/2017 18h11 última modificação: 08/12/2017 09h45
IFMS
Exibir carrossel de imagens Ascom/IFMS Peças geométricas em 3D ajudam no aprendizado sobre formas

Peças geométricas em 3D ajudam no aprendizado sobre formas

A Pró-Reitoria de Pesquisa, Inovação e Pós-Graduação do Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS) iniciou nessa quinta-feira, 7, um whorkshop sobre a criação de materiais didáticos com o uso de impressoras 3D. Pesquisadores da Florida State University (FSU) apresentaram a professores da instituição diversas possibilidades de utilização do equipamento.

Destinada aos docentes responsáveis pelos laboratórios de inovação IF Maker, em implantação nos campi do IFMS, a capacitação foi transmitida por videconferência para todas as unidades da instituição entre 13h e 18h. As atividades prosseguem nesta sexta-feira, 8, no mesmo horário.

O palestrante Rabieh Razzouk destacou que as impressoras 3D são aliadas importantes em sala de aula. Foram exibidos modelos tridimensionais que podem ser usados pelos estudantes para “sentir” órgãos humanos, o interior de células ou o formato de um crânio, além de modelos geométricos que ajudam a entender quantidades, tamanhos e formas.

Razzouk também mostrou equipamentos que podem ser usados para o ensino de Física, como mini-catapultas que ajudam no estudo do movimento de um projétil, e um carro com sensores que fornecem dados para calcular tempo de deslocamento, velocidade e outros fatores.

“Os materiais são preparados para facilitar o aprendizado, pois são palpáveis para os estudantes, o que ajuda a entender melhor o conteúdo”, explicou o pesquisador.

Os representantes da FSU apresentaram ainda programas de desenvolvimento pedagógico que podem auxiliar professores na elaboração de planos de aula. “Temos mais de 300 mil materiais didáticos em nossos programas para formação de professores e elaboração de aulas”, explicou a pesquisadora Flavia Ramos-Mattoussi.

Para o pró-reitor de Pesquisa, Inovação e Pós-graduação, Marco Naka, o contato com a FSU abre outras possibilidades para ações do IFMS.

“Como temos os laboratórios IF Maker nos campi, todos com impressoras 3D, os modelos que estamos conhecendo servem de inspiração e demonstram que podemos ir mais longe. Os projetos da FSU abrangem também o ensino fundamental, o que nos faz pensar no compartilhamento da tecnologia com outras escolas públicas, colaborando para melhorar o ensino em Mato Grosso do Sul”, destacou Naka.