Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Projeto de extensão prepara alunos para criação de aplicativos

Nova Andradina

Projeto de extensão prepara alunos para criação de aplicativos

Acadêmicas do curso superior de tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas do IFMS ministraram um minicurso a estudantes das escolas estaduais do município.
por Cleyton Lutz publicado: 11/12/2018 09h58 última modificação: 11/12/2018 10h38
Exibir carrossel de imagens Alunos das escolas estaduais foram instruídos por acadêmicas do IFMS

Alunos das escolas estaduais foram instruídos por acadêmicas do IFMS

O Campus Nova Andradina do Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS) encerrou, no último dia 6, o projeto de extensão “Introdução à lógica de programação com App Inventor”. Um minicurso foi ofertado a estudantes do ensino médio das escolas estaduais do município.

O projeto teve início em novembro. Com carga horária de 16 horas, foram promovidos quatro encontros no Centro Municipal de Inclusão Digital (Cemid).

Os participantes receberam noções básicas de lógica de programação, a fim de disseminar conceitos e práticas introdutórias e de motivar o interesse pela Ciência da Computação. 

As atividades se basearam no uso do App Inventor – aplicação código aberto originalmente criada pela Google e mantida pelo Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT) – que permite a iniciantes na programação criarem aplicativos para o sistema operacional Android. 

O professor Fernando Cesar Balbino, coordenador do projeto e do curso superior de tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas, explica que o projeto surgiu da necessidade de familiarizar os estudantes com o desenvolvimento de softwares. “Foi possível divulgar o curso superior que temos na área ao mesmo tempo em que demos a oportunidade para que eles conhecessem a realidade da formação do profissional na prática”. 

“O foco do minicurso foi a apresentação da aplicação e suas possibilidades de uso. Os estudantes saíram com várias ideias para o desenvolvimento de aplicativos para dispositivos móveis, seja na escola ou em casa”, destacou Lilian Marques, uma das instrutoras. 

Minicurso – Os participantes tiveram como instrutoras as acadêmicas do curso superior de tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas, Gabriela Santini e Lilian Arruda Marques.

Além de conceitos básicos de lógica de programação, os estudantes conheceram exemplos de aplicação no dia a dia. Foram desenvolvido dois aplicativos, um voltado ao cálculo do Índice de Massa Corporal (IMC) e outro de estimativa do consumo de água nas residências onde vivem. Ambos foram instalados e testados pelos participantes. 

“O foco do minicurso foi a apresentação da aplicação e as possibilidades de uso dela. Eles saíram com várias ideias para o desenvolvimento de aplicativos para dispositivos móveis, na escola e em casa, mostrando que os resultados ficaram acima das nossas expectativas”, destacou Lilian.  

O estudante Diogo de Souza, do 3º ano do ensino médio da Escola Estadual Marechal Rondon, foi um dos participantes.  

“O projeto nos mostrou como o desenvolvimento dos aplicativos pode abranger diversas áreas do conhecimento. Também pudemos verificar que o uso da aplicação não é tão complexo quanto pode parecer, e ainda verificamos a ampla utilização que ela pode ter na resolução de problemas do cotidiano”, comentou.

De acordo com Balbino, o objetivo é ampliar a utilização das aplicação para continuar atendendo os alunos das escolas de Nova Andradina. “Por conta do bom desempenho deles, já fizemos o convite para darmos continuidade ao trabalho no próximo ano, visando o desenvolvimento de novas aplicações educacionais”, encerrou.

registrado em: ,