Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2020 > Campus Coxim desenvolve aplicação para auxiliar Vigilância Sanitária

Extensão Tecnológica

Campus Coxim desenvolve aplicação para auxiliar Vigilância Sanitária

Projeto foi viabilizado por meio do edital de Pesquisa Aplicada e Extensão Tecnológica, com foco nas necessidades do poder público municipal
por Cleyton Lutz publicado: 30/10/2020 12h51 última modificação: 30/10/2020 12h51
Exibir carrossel de imagens O acadêmico Kleiton atuou no desenvolvimento da aplicação web voltada à Vigilância Sanitária

O acadêmico Kleiton atuou no desenvolvimento da aplicação web voltada à Vigilância Sanitária

O incentivo à pesquisa aplicada e extensão tecnológica dado pelo Instituto Federal de Mato Grosso do Sul  (IFMS) – buscando a solução de problemas reais do setor produtivo e da sociedade – segue gerando resultados. O último deles é o “SisVisa”, estudo desenvolvido no Campus Coxim. 

Trata-se de uma aplicação web, sistema projetado para utilização por meio de um navegador, internet ou aplicativos desenvolvidos utilizando tecnologias web. O objetivo é melhorar os serviços prestados pela Vigilância Sanitária à população. 

Uma equipe do IFMS criou a aplicação, que já se encontra em uso, com foco no gerenciamento de estabelecimentos, protocolos, denúncias, licenças, termos, documento, embasamento, atividades e relatórios. 

O projeto foi contemplado no edital de Pesquisa Aplicada e Extensão Tecnológica (Paet) n° 009/2019, destinado à seleção de iniciativas que gerem produtos, processos e serviços tecnológicos e sua transferência ao setor produtivo. O demandante foi o Fundo Municipal de Saúde de Coxim.

A aplicação surgiu da necessidade de um sistema de informação voltado às atividades da Vigilância Sanitária, que se concentram no controle e fiscalização de produtos e serviços relacionados à saúde. Dessa forma, o SisVisa trouxe melhorias no gerenciamento de dados, principalmente em relação à padronização do armazenamento das informações, gerando mais agilidade, produtividade e confiabilidade. 

Criação – O SisVisa foi desenvolvido pelos acadêmicos da graduação em Sistemas para Internet, Richard Silva e Kleiton Rocha, que atuaram como bolsista e voluntário, respectivamente, sob a orientação do professor Gilson Saturnino dos Santos, da área de Informática/Desenvolvimento Web. 

O trabalho foi apresentado na última edição do Seminário de Iniciação Científica e Tecnológica (Semict) do IFMS. A concepção da aplicação partiu de Kleiton, que além de estudante do IFMS também é servidor público da Prefeitura Municipal de Coxim e atua no serviço de Vigilância Sanitária. 

“Devido ao conhecimento adquirido na graduação, propus o desenvolvimento da aplicação, pois estando no local de trabalho compreendia as rotinas, as funcionalidades e os requisitos que o sistema deveria ter”, explica. 

“Além do incentivo à pesquisa, permanência estudantil e melhora na formação dos  estudantes, projetos como esse estão relacionados à missão do IFMS, com foco no desenvolvimento local e regional, permitindo ainda estreitar nossa relação com a comunidade externa”, ressalta o orientador, Gilson Saturnino. 

Kleiton ficou responsável pelo desenvolvimento back-end, o que inclui recursos de armazenamento, processamento além do fornecimento de dados para outras aplicações ou sistemas. Já Richard fez o desenvolvimento front-end, a interface da aplicação, a tela com que o usuário do sistema interage. 

A criação teve também a colaboração dos servidores da Vigilância Sanitária, entre eles o gerente Saimon Cândido. Atualmente, todos no serviço possuem acesso à aplicação. 

Ensino – O projeto permitiu que os estudantes ampliassem os conhecimentos teóricos e práticos relacionados ao desenvolvimento de softwares. Por meio da iniciativa, os acadêmicos tiveram contato com uma demanda para a aplicação, orientados pela gestão de projetos de software e um padrão de processo, trabalhando em equipe e com infraestrutura para o desenvolvimento, a partir do conceito de “Fábrica de Software”. 

“É uma oportunidade de trabalhar em uma aplicação real, em contato com um demandante. Assim, eles têm a experiência em gerenciar um projeto do início ao fim, vivenciando problemas e encontrando soluções, sempre com as ferramentas utilizadas no mercado de trabalho. Com certeza, traz benefícios para o currículo do aluno”, destaca Gilson.

“Além do incentivo à pesquisa, permanência estudantil e melhora na formação dos nossos estudantes, projetos como esse também são importantes para o IFMS como um todo, pois estão relacionados à nossa missão, com foco no desenvolvimento local e regional, permitindo ainda estreitar nossa relação com a comunidade externa”, finaliza. 

Como contrapartida pelo desenvolvimento da aplicação web, o Campus Coxim recebeu um aparelho de ar condicionado de 12 mil btus, destinado ao Laboratório de Desenvolvimento de Software, localizado no bloco 3.