Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Inserção feminina na indústria pantaneira é tema de workshop

Corumbá

Inserção feminina na indústria pantaneira é tema de workshop

Evento foi realizado nessa segunda-feira, 2, em Corumbá, com o objetivo de estimular a contratação de mulheres no setor industrial da região.
por Juliana Aragão publicado: 03/12/2019 15h59 última modificação: 03/12/2019 17h43

I Workshop Mulheres na Indústria Pantaneira reuniu empresas do setor industrial de Corumbá e Ladário

Oportunizar a contratação de mão de obra feminina pelo setor industrial. Foi com esse propósito que o Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS) realizou nessa segunda-feira, 2, em Corumbá, o I Workshop Mulheres na Indústria Pantaneira. O evento foi mais uma atividade do projeto de extensão "Meninas Pantaneiras na Ciência e Tecnologia".

"Nós percebemos o comprometimento das empresas em desenvolver ações conjuntas para conseguimos ampliar o número de vagas de estágio para nossas estudantes", comentou Paula Fernandes,  professora do IFMS e coordenadora do projeto.

Representantes de indústrias do setor da mineração instaladas na região foram convidados a conhecer os cursos oferecidos pelo IFMS na área, o técnico em Metalurgia e o superior de tecnologia em Processos Metalúrgicos. Diversos temas relacionados à inserção de mulheres no quadro de funcionários dessas empresas foram discutidos.

"Foram levantadas questões como as conquistas e os avanços das mulheres no setor industrial, as modalidades de cursos ofertados pelo IFMS e possíveis cenários de colaboração com a indústria, além de formas de executar parcerias para oferta de estágio", explicou a professora de Metalurgia Paula Fernandes, coordenadora do projeto.

Os participantes também fizeram um tour pelos laboratórios de Informática e Metalurgia do IFMS. Na visita, além da infraestrutura, foram apresentadas as possibilidade de capacitações e ações que podem ser direcionadas ao atendimento das demandas das empresas, como cursos rápidos às colaboradoras.

"Nós percebemos o comprometimento das empresas em, futuramente, desenvolver ações conjuntas para conseguimos ampliar o número de vagas de estágio para nossas estudantes. Além disso, tonaremos o workshop um evento anual, com a finalidade de verificarmos o desenvolvimento da inclusão das mulheres na indústria", finalizou Paula.

Participantes - O evento contou com a participação das empresas Vale, Vetorial Siderurgia, Votorantim  e Granha Ligas, que apresentaram o panorama da participação de mulheres no quadro de funcionários e a política de incentivo para tornar a presença feminina mais presente na área industrial. 

Uma das convidadas foi Adriana Celestino, primeira gerente de fábrica a nível nacional da Votorantim, que atua em Corumbá. A empresa, que atualmente tem 6% de mão de obra feminina, busca aumentar esse percentual para 25%. Para atingir esta meta, medidas de incentivo à qualificação profissional das colaboradoras e maior oferta de estágio para esse público estão sendo adotadas. O IFMS terá duas novas estagiárias na Votorantim.

Outro exemplo foi o da egressa formada em 2011, na primeira turma do curso técnico em Metalurgia do IFMS, Edvani de Arruda, que fez estágio e depois foi contratada pela Vetorial Siderurgia. A técnica tornou-se a primeira mulher responsável pelo controle de processos do alto forno na empresa e, atualmente, é supervisora de gestão da qualidade. 

"No IFMS, somos preparados a atuar em todo o processo no setor da metalurgia, desde a extração do minério bruto até a transformação no setor siderúrgico”, explica a aluna do curso de tecnologia em Processos Metalúrgicos, Dayhana Rondon.

A estudante do 7º semestre do curso superior de tecnologia em Processos Metalúrgicos, Dayhana Rondon, representou os alunos do IFMS. 

"Expliquei que no Instituto Federal nós somos capacitados a desenvolver exatamente o que as empresas necessitam. Nos oito semestres do curso que faço, por exemplo, somos preparados a atuar em todo o processo, desde a extração do minério bruto até a transformação no setor siderúrgico”.

Extensão - O projeto "Meninas Pantaneiras na Ciência e Tecnologia”, iniciado em março deste ano, tem o intuito de fomentar a inserção feminina nas áreas de exatas, tecnologias, engenharias e computação.

Mais de 30 estudantes dos níveis fundamental e médio de Corumbá, Ladário e da cidade boliviana de Puerto Quijarro , na fronteira com o Brasil, participam de oficinas, palestras e visitas técnicas que envolvem temas como Computação 3D, Robótica, Soldagem, Empreendedorismo, Energias Renováveis, Astronomia, entre outros.

As atividades também incluem capacitações para professores da rede pública, preparação de estudantes para olimpíadas de conhecimento, além da oferta de 23 bolsas de incentivo à pesquisa, sendo 18 de iniciação científica para estudantes do IFMS e das escolas parceiras, e cinco para os professores participantes.

O projeto recebeu fomento de R$ 90,4 mil por meio da Chamada Pública nº 31/2018, do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). Foi a única proposta de Mato Grosso do Sul aprovada na seleção.

O valor foi utilizado na aquisição de cinco computadores, que foram doados para as escolas parceiras a fim de fomentar a formação de núcleos de pesquisa, e também na compra de livros e materiais para a execução das atividades.

O projeto também tem a atuação dos servidores Dorgival Netto, Luiz Felipe Jimenez, Marcel Grassi, Paulo Bezerra, Leonardo Simoni, Laurenice Pereira, Nicole Walter, Cláudia Ribeiro, Samara Valcacer, Georgia Ferraz, Felipe Fernandes, Robson Fleming, Ana Cecília Soja, Deisy Freitas, Suely Copini, José Augusto Rabelo, Rogers Oliveira, Fábio Abe, Ricardo Sampaio e Wagner Schmitzhaus.

As ações podem ser acompanhadas no perfil do projeto no Instagram e no Facebook.

registrado em: ,