Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Projeto do IFMS atende produtores de peixe da região

Ponta Porã

Projeto do IFMS atende produtores de peixe da região

Iniciativa do Campus Ponta Porã, em parceria com a Prefeitura Municipal, busca estimular a produção e a distribuição de alevinos a aquicultores familiares de assentamentos.
publicado: 12/02/2016 09h24 última modificação: 05/07/2017 18h21
Exibir carrossel de imagens O projeto é desenvolvido em parceria com a Prefeitura - Foto: Campus Ponta Porã

O projeto é desenvolvido em parceria com a Prefeitura - Foto: Campus Ponta Porã

Uma iniciativa do Campus Ponta Porã do Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS), em parceria com a Prefeitura Municipal, voltada à produção de peixes vem beneficiando pequenos produtores da região.

Por meio de uma unidade de ensino, pesquisa e extensão instalada no campus, o Instituto desenvolve o projeto de extensão “Programa de desenvolvimento da cadeia produtiva da aquicultura familiar”.

O projeto busca estimular a produção e a distribuição de alevinos a aquicultores familiares de assentamentos cadastrados junto à Prefeitura.

Também estão previstas ações como a realização de cursos de capacitação profissional na área e oferta de assistência técnica aos produtores. A unidade será utilizada ainda para o desenvolvimento de pesquisas e processamento de pescados.

A partir dos resultados desse projeto de extensão, o campus estuda a possibilidade de ofertar um curso de Formação Inicial e Continuada (FIC) em piscicultura.

Projeto – Na última ação, foram distribuídos 10 mil alevinos à comunidade do assentamento Itamarati, localizado em Ponta Porã.

O coordenador do projeto, professor Marcel Hastenpflug, explica que os cursos do campus não têm qualquer disciplina voltada à piscicultura, é que a ideia de implantar a unidade e criar o projeto surgiu a partir da cooperação com a Prefeitura.

“A parceria é importante, pois permite à Prefeitura incentivar os arranjos produtivos locais e oportuniza ao IFMS um espaço voltado à pesquisa, produção, capacitação profissional e incentivo à ecologia”, destaca.

Atualmente, os alevinos produzidos para doação são das espécies de carpa e pacu. Já foram atendidos 20 produtores. Até o final do mês, o objetivo é atender mais 60 deles com a doação de mais 100 mil alevinos.

A equipe do projeto, em andamento desde setembro do ano passado, é composta ainda por um profissional cedido pela Prefeitura e seis estudantes dos cursos técnicos integrados e de graduação do campus, sendo que três são bolsistas de extensão.

O estudante do curso técnico integrado em Agricultura, Alan Falcão, é um deles. “Por meio do projeto participamos de todas as etapas, desde a reprodução e engorda dos peixes até a entrega aos produtores. Dessa forma conseguimos agregar conhecimento e integrá-lo ao que vemos no curso de Agricultura”, comenta.

registrado em: ,