Você está aqui: Página Inicial > Notícias > IFMS é a instituição do Centro-Oeste com mais projetos selecionados

Febrace 2020

IFMS é a instituição do Centro-Oeste com mais projetos selecionados

Estudantes de nove campi do Instituto se classificaram para o evento, que será realizado no mês de março em São Paulo (SP)
por Cleyton Lutz publicado: 19/12/2019 15h57 última modificação: 19/12/2019 15h57

A organização da Feira Brasileira de Ciências e Engenharia (Febrace) divulgou nesta quarta-feira, 18, a relação dos projetos selecionados para o evento, que será realizado de 16 a 20 de março de 2020 em São Paulo (SP). 

Dos 22 finalistas do Estado, 13 são do Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS). Foram selecionados projetos desenvolvidos nos campi Aquidauana (2), Campo Grande (1), Coxim (2), Dourados (1), Jardim (1), Naviraí (2), Nova Andradina (1), Ponta Porã (2) e Três Lagoas (1), conforme a tabela abaixo. 

A delegação do Mato Grosso do Sul será a maior da região Centro-Oeste e a quarta maior do país. O IFMS é a instituição com mais trabalhos selecionados não apenas no Estado, como na região Centro-Oeste de maneira geral.

Para o pró-reitor de Pesquisa e Inovação do IFMS, Marco Naka, os projetos selecionados são resultado do esforço de servidores e da comunidade acadêmica no desenvolvimento de pesquisas dentro da instituição. 

“A quantidade expressiva de trabalhos aprovados na próxima edição da Febrace reflete o empenho de servidores e estudantes na manutenção de pesquisas de alta qualidade. A aprovação é apenas uma das sinalizações da consolidação da pesquisa no IFMS”. 

Os projetos foram selecionados por meio das feiras regionais promovidas pela instituição, da Feira Estadual de Tecnologias, Engenharias e Ciências do MS (FETEC), onde foi destaque nas principais categorias, do encontro nacional de jovens cientistas, Experiência Beta, e da Expo Ciência Centro-Oeste.

A seleção para a Febrace se baseia no trabalho de subcomissões, avaliações e recomendações dos pré-avaliadores, a partir da proporção de projetos submetidos em cada categoria e da quantidade máxima de finalistas que podem ser selecionados por escola. A relação completa dos finalistas está disponível no site da Febrace

Feira – A Febrace, realizada pela Universidade de São Paulo (USP) desde 2003, visa estimular os jovens cientistas do país, incentivando a criatividade e a reflexão em estudantes da educação básica, através do desenvolvimento de projetos com fundamento científico, nas diferentes áreas das ciências e engenharia. 

A mostra de trabalhos tem foco na cultura investigativa, de inovação e empreendedorismo, reunindo anualmente estudantes e professores do ensino fundamental (8° ou 9° ano), ensino médio e técnico.

Trabalhos do IFMS selecionados para a Febrace

Campus Projeto Integrantes
Jardim A Segunda Guerra Fria: análise da geopolítica contemporânea Vinícius Gonçalves 
Leonardo Reis (orientador)
Dourados Blogart: um panorama das artes visuais na região de Dourados Nathan Ferreira 
Lígia Karina Meneghetti (orientadora) 
Jonison dos Santos (coorientador)
Naviraí Caracterização climática para o MS utilizando o método de Thornthwaite e suas aplicações na agricultura João Antonio Lorençone  
Pedro Antonio Lorençone 
Lucas Aparecido (orientador)
 José Moraes (coorientador)
Coxim Desenvolvimento de um sistema capacitivo para a avaliação da deterioração da carne de peixe sobre refrigeração e congelamento utilizando a bioimpedância elétrica Paulo Henrique Melo  
Davi de Oliveira (orientador) 
Roselene Oliveira (coorientadora)
Naviraí Estimativa do desenvolvimento de diferentes cultivares de milho usando modelos agrometeorológicos não-lineares Gabriel Lima 
Daniel de Oliveira
Cicero Costa (orientador) 
Guilherme Torsoni (coorientador)
Três Lagoas Força em rede: rede de comunicação online para pacientes oncológicos Mara Cristina Ribeiro
Douglas Toledo (orientador) 
Rogério Antoniassi (coorientador)
Campo Grande Lazer inclusivo: tabuleiro de xadrez adaptado Isabelle de Araújo  
Cíntia de Andrade
Celio Pinheiro (orientador)
Paulo Henrique Braga (coorientador)
Coxim Obtenção de ácido cítrico a partir do resíduo do milho e do bagaço da cana por biotransformação Ana Carolina da Silva 
Evandro Oliveira
Felicia Ito (orientadora)
Ponta Porã Pequenos viajantes: um jogo para o auxílio no desenvolvimento da habilidade de escrita e leitura de crianças com dislexia Renato de Almeida
Rodrigo Gabriel da Silva
Esteic Janaina Batista (orientadora)
Kenia Oliveira (coorientadora)
Aquidauana Previsão de estudantes com risco de evasão utilizando técnicas de inteligência artificial Amanda Amorim 
Marcia Cristaldo (orientadora) 
Leandro de Jesus (coorientador)
Nova Andradina Qualidade de ovos de galinha submetidos a diferentes condições de armazenamento e tempo de estocagem utilizando imagem térmica Andressa da Nóbrega
Grazieli Suszek (orientadora) 
Fernando da Conceição (coorientador)
Aquidauana Sistema automatizado de desinfecção de água Pedro Gabriel Macedo  
João Victor Felix
Marcia Cristaldo (orientadora)
Mayara Serejo (coorientadora)
Ponta Porã Uso da visão computacional na análise foliar da soja Estefani Aguayo 
Clarice Gabriela Martins
Sávio Vinícius Cantero (orientador)
Lucas Rodrigues (coorientador)