Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Técnicos em Metalurgia se destacam em concurso da Marinha

Corumbá

Técnicos em Metalurgia se destacam em concurso da Marinha

Seis estudantes do Campus Corumbá foram aprovados em concurso público para o cargo de técnico em metalurgia da Marinha do Brasil.
por Laura Silveira publicado: 10/07/2017 13h30 última modificação: 24/10/2017 14h45
Estudantes receberam do IFMS menção honrosa pela aprovação no concurso - Foto: Campus Corumbá

Estudantes receberam do IFMS menção honrosa pela aprovação no concurso - Foto: Campus Corumbá

Egressos do Campus Corumbá do Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS) receberam em junho uma notícia que pode mudar vidas: foram aprovados no concurso público para técnico em Metalurgia da Marinha do Brasil.

Eles cursaram o técnico integrado ao ensino médio em Metalurgia na instituição e conquistaram sete das 22 vagas abertas para o cargo no processo seletivo de Formação para Ingresso no Corpo Auxiliar de Praças da Marinha (CP-CAP). No total, foram 156 candidatos inscritos, com concorrência de sete por vaga.

Na avaliação do diretor-geral do Campus Corumbá, Sandro Moura, a aprovação dos técnicos formados no IFMS é fruto de um esforço de servidores e estudantes na busca pela excelência na educação.

"Esse resultado mostra a importância de se fazer um bom trabalho pedagógico, de motivar e preparar o estudante para ingressar no mercado de trabalho", apontou Sandro, que reconheceu a conquista dos estudantes com a entrega de um certificado de menção honrosa.

seleção da Marinha contou com prova escrita de conhecimentos profissionais e redação, além das etapas de inspeção de saúde, teste de aptidão física e verificação de dados biográficos.

Formação - No último dia 26 de junho, os aprovados iniciaram o curso de formação para ingresso na Marinha, no Centro de Instrução Almirante Alexandrino (CIAA), no Rio de Janeiro (RJ), com o propósito de se prepararem para o exercício de funções, recebendo instrução militar-naval.

A previsão é que essa fase dure até dezembro. A partir daí, baseado no desempenho individual de cada um, é que serão definidos os locais em que os candidatos desenvolverão suas atividades da Marinha.

Matheus Cristaldo, 18, foi o candidato mais bem colocado no concurso entre os ex-estudantes do IFMS, conquistando o segundo lugar. Matheus revela expectativa em iniciar a carreira na Marinha do Brasil.

“Foi um concurso público de nível nacional e a conquista não é só minha, mas também de todos os meus companheiros. Espero colocar em prática todo o conhecimento que adquiri no IFMS e crescer como profissional e ser humano, já que a Marinha visa muito à disciplina e à hierarquia”, disse.

Reginaldo Pereira, 19, é mais um dos que estão no Rio de Janeiro. Ele ficou em terceiro lugar no concurso e agora pode planejar o futuro com mais segurança.

“É importante a estabilidade financeira, pretendo seguir carreira e me tornar sargento. Além disso, quero cursar engenharia mecânica ou mecatrônica. Uma das coisas legais da Marinha é a parte de desenvolver a capacidade de cooperação com todo mundo”, apontou Reginaldo, que finalizou o curso técnico em Metalurgia no IFMS no meio do ano passado.

Diferenciais – Tanto Matheus quanto Reginaldo ressaltam a importância que a formação oferecida pelo IFMS teve para a aprovação do concurso.

“O IFMS foi, com certeza, a melhor escola da minha vida, acredito que seja a melhor do Brasil! Apesar das dificuldades, da estrutura provisória que o campus tem hoje, tive todo tipo de apoio e incentivo para que pudesse estar aqui hoje. Foi no Instituto que adquiri conhecimento e abri meu campo de visão para possíveis profissões”, frisou Matheus.

Para Reginaldo, o grande diferencial do IFMS é o  papel da iniciação científica para o desenvolvimento dos estudantes no ensino médio.

“A iniciação científica ajuda você a ver a sociedade, pensar uma coisa maior, tentar criar algo ou aperfeiçoar um método que já existe. Desenvolvi projetos de pesquisa durante o curso técnico integrado, fui bolsista, participei de feiras de ciência e tecnologia, ganhei a Maratona de Negócios do Sebrae”, ressaltou Reginaldo.

Metalurgia – Com duração de sete semestres, o Campus Corumbá é o único do IFMS a ofertar o curso técnico integrado em Metalurgia. Nesta modalidade de ensino, o estudante cursa o ensino médio e, ao mesmo tempo, recebe formação técnica em área específica.

O Técnico em Metalurgia pode participar no projeto, planejamento e supervisão dos processos para obtenção, transformação, fundição e tratamento dos metais e suas ligas, além de estar preparado para executar operações de soldagens, serralheria, ferraria e reparos de estruturas metálicas.

Suas possibilidades de atuação incluem indústrias metalmecânica, siderúrgica, automobilística, naval, petrolífera, de extração e beneficiamento de minérios, de tratamento de superfícies e de fundição, além de empresas de construção mecânica e controle de qualidade.

“O egresso do técnico integrado consegue ter um salário muito próximo ao de profissionais já graduados. Isso tem impacto direto na missão institucional do IFMS, que é formar profissionais de excelência. O técnico em Metalurgia de Corumbá é um caso de sucesso, temos uma grande quantidade de estudantes que finalizaram o curso e foram para o mercado atuar na área”, afirmou o diretor Sandro.

Novas vagas em cursos técnicos integrados do IFMS para ingresso em 2018 serão ofertadas pelo Exame de Seleção, cujas inscrições devem ter início em setembro.