Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2020 > Projetos de Nova Andradina são premiados em congresso internacional

Pesquisa

Projetos de Nova Andradina são premiados em congresso internacional

Trabalhos contemplam iniciativas voltadas às Ciências Agrárias e ao Ensino. Evento foi realizado de forma virtual no início de dezembro
por Cleyton Lutz publicado: 28/12/2020 11h08 última modificação: 28/12/2020 11h08

Três trabalhos do Campus Nova Andradina do Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS) foram premiados no 7º Congresso Internacional do Programa Despertando Vocações – Cointer PDV 2020, realizado de forma virtual. As atividades se encerraram em 5 dezembro.

O evento, que englobou seis congressos temáticos, premiou artigos completos, pôsteres e relatos de experiência nas áreas de Ciências Agrárias, Ciências da Saúde, Gestão e Tecnologias, Licenciaturas, além de uma maratona de ideias inovadoras.

No congresso de Licenciatura, o trabalho “Elaboração de podcast para divulgar informações em Espanhol como língua estrangeira no IFMS e na comunidade de Nova Andradina” foi um dos vencedores na modalidade relato de experiência.

Iniciado em novembro do ano passado, o projeto foi selecionado na chamada pública n° 06/2019, da Fundação de Apoio ao Desenvolvimento do Ensino, Ciência e Tecnologia do Estado de Mato Grosso do Sul (Fundect-MS), na modalidade PIBIC Júnior, voltada a estudantes do ensino fundamental, médio e técnico integrado. 

"Houve uma relação de identidade com os podcasts, uma vez que os próprios estudantes realizaram as gravações. Ao ouvir novamente os áudios, eles perceberam a melhoria na aprendizagem do espanhol”, destaca Márcio de Carvalho, orientador do projeto.

O objetivo da pesquisa foi analisar as possibilidades de explorar o podcast no processo do ensino de línguas estrangeiras, por meio da elaboração de roteiros e gravação de áudios em espanhol, bem como o processo de edição do conteúdo e discussão de sobre as atividades de ensino, pesquisa e extensão no âmbito do IFMS.

O professor de Português/Espanhol e orientador do estudo, Márcio Palácios de Carvalho, explica que o projeto teve a participação de nove estudantes bolsistas dos cursos técnicos integrados em Agropecuária e Informática.

“Os resultados obtidos com a execução do estudo indicam que os participantes sentiram-se mais empolgados ao recorrer às mídias digitais no processo de aprendizagem do espanhol o que, por sua vez, fez com que o processo transcorresse de forma mais autônoma e autoral”, destaca.

“Também constatamos que houve uma relação de identidade com os podcasts, uma vez que os próprios estudantes realizaram as gravações. Ao ouvir novamente os áudios, os participantes perceberam a melhoria na aprendizagem do espanhol. Isso fez com que sentissem mais motivados”, complementa.

O trabalho pode ser acompanhado na plataforma SoundCloud. Um artigo sobre o tema também foi publicado na revista científica Acta Scientiarum Education.

Ciências Agrárias – Outros dois trabalhos do IFMS foram vencedores na modalidade artigo completo, no evento voltado às Ciências Agrárias. Ambos são vinculados ao Laboratório de Geoprocessamento de Agricultura de Precisão (LAGAP) do Campus Nova Andradina. 

O projeto “Mapeamento da produtividade do girassol e dos atributos do solo em área de plantio direto” foi desenvolvido durante o ciclo 2019-20 da Iniciação Científica e Tecnológica do IFMS.

A pesquisa se baseou na importância do girassol – 5ª oleaginosa na produção de grãos e 4ª entre as produtoras de óleo comestível no mundo – levando-se em consideração características específicas da planta, como maior resistência à seca, ao frio e ao calor do que a maioria das espécies normalmente cultivadas no país. 

"Para a elaboração dos mapas foi utilizado um programa de computador específico, sendo possível identificar a variabilidade espacial na área experimental de girassol”, comenta a coordenadora da pesquisa, Grazieli Suszek.

Com a participação de três estudantes dos cursos de Agronomia e Produção de Grãos, o trabalho buscou realizar o mapeamento da variabilidade espacial da produtividade do girassol e de atributos físico e químico do solo em área de plantio direto em Nova Andradina. O estudo foi feito em uma área experimental no próprio campus.

A coordenadora da pesquisa e professora de Engenharia Agrícola do IFMS, Grazieli Suszek, explica que os dados obtidos foram submetidos à análise estatística descritiva.

"Para a elaboração dos mapas foi utilizado um programa de computador específico, usando interpolação pelo inverso do quadrado da distância. Dessa forma foi possível identificar variabilidade espacial na área experimental, através do mapeamento da produtividade e dos atributos físicos e químicos do solo”, comenta.

Projetos de Ciências Agrárias foram desenvolvidos na área experimental do campus - Foto: Campus Nova Andradina
Projetos de Ciências Agrárias foram desenvolvidos na área experimental do campus - Foto: Campus Nova Andradina

Outro trabalho vencedor na mesma modalidade é intitulado “Mapeamento da condutividade elétrica aparente do solo utilizando dispositivo de baixo custo na região do Vale do Ivinhema/MS”.

Considerando a condutividade elétrica aparente como uma maneira alternativa de se avaliar a variabilidade espacial do solo, o estudo definiu as unidades de gerenciamento em uma área agrícola a partir de um aparelho simples e eficiente.

"A Informática possibilita o uso de tecnologias e produtos mais acessíveis. Também já desenvolvemos outros projetos integrados voltados a equipamentos portáteis e de bancada para monitoramento e análise de solo”, ressalta o professor Wesley Andrade.

Desenvolvido como trabalho de conclusão do curso do estudante Matheus Araújo, da graduação em Agronomia, também na área experimental do campus, o projeto buscou aliar conhecimentos relativos à área de Informática, como a utilização e aplicação de sensores, e à Agricultura, com o intuito de oferecer melhor tratamento às áreas cultivadas.

O resultado foi a criação de um protótipo portátil de baixo custo para análise de campo – composto por bateria, plataforma Arduíno, tela LCD e sensores – cujos valores são apresentados em uma tela touch screen.

O professor dos cursos de Informática do campus, Wesley Andrade, ressalta que os docentes são receptivos à integração entre as áreas. "A Informática possibilita o uso de tecnologias e produtos mais acessíveis. Também já desenvolvemos outros projetos integrados voltados a equipamentos portáteis e de bancada para monitoramento e análise de solo”.

PDV – O Programa Desenvolvendo Vocação é resultado de uma parceria firmada em 2012 entre o Instituto Federal de Pernambuco (IFPE) e a Universidade de Mendoza.

Com foco na troca de experiências referente a cursos de licenciatura, aos poucos a iniciativa se expandiu de maneira a contemplar outras áreas. 

Mais informações estão disponíveis na página do Programa.

Projetos premiados no Cointer PDV 2020

Projeto Orientadores Estudantes
Mapeamento da condutividade elétrica aparente do solo utilizando dispositivo de baixo custo na região do Vale do Ivinhema/MS Grazieli Suszek e Wesley Andrade Matheus Araújo
Mapeamento da produtividade do girassol e dos atributos do solo em área de plantio direto Grazieli Suszek e Mauro de Lima Eliude Neves, Letícia Sorano e Matheus Araújo
Elaboração de podcast para divulgar informações em Espanhol como língua estrangeira no IFMS e na comunidade de Nova Andradina Márcio Palácios de Carvalho Beatriz Santos, Gabriela Marcon, Priscila Fonseca e Thaís Araújo
registrado em: ,