Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Série de reuniões marca processo de transição no IFMS

Gestão

Série de reuniões marca processo de transição no IFMS

Nesta primeira etapa, estão previstos cinco encontros entre o atual reitor, Luiz Simão Staszczak, e a reitora eleita, Elaine Cassiano, para que sejam tratados temas estratégicos da instituição.
por Juliana Aragão publicado: 21/11/2019 16h25 última modificação: 25/11/2019 15h57
  • Primeira reunião estratégica de transição foi realizada nessa terça-feira, 19 - Foto: Ascom/IFMS

O atual reitor do Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS), Luiz Simão Staszczak, e a reitora eleita, Elaine Cassiano, se reuniram na terça-feira, 19, em Campo Grande, para iniciar o processo de transição da gestão. Até dezembro, serão realizados cinco encontros para que sejam tratados temas estratégicos da instituição.

"Algumas questões já precisam ser abordadas e precisamos ter essas informações para assumir a gestão", ressaltou a reitora eleita, Elaine Cassiano.

Os assuntos foram definidos conjuntamente em uma reunião realizada no dia 21 de outubro. Na primeira reunião, foram repassadas à reitora eleita informações estratégicas relacionadas à Pró-Reitoria de Ensino (Proen), ao Centro de Referências em Tecnologias Educacionais e Educação a Distância (Cread) e à Diretoria de Gestão de Pessoas (Digep).

"O aprofundamento virá em uma segunda etapa. Algumas questões já precisam ser abordadas e precisamos ter essas informações para assumir a gestão. É oportuno termos a visão estratégica, até porque sempre estive em sala de aula e estou iniciando como gestora. Algumas questões são nevrálgicas e precisamos entender", ressaltou Elaine.

Os encontros, nesta etapa estratégica, serão sempre entre o atual reitor e a reitora eleita. Uma vez publicada a nomeação de Elaine Cassiano por meio de portaria do Ministério da Educação (MEC), terá início a fase tática e operacional da transição, em que os atuais gestores das pró-reitorias, diretorias sistêmicas e assessorias repassarão àqueles que forem ocupar os cargos os fluxos de processos e procedimentos.

"Na segunda etapa, será feito um aprofundamento sobre os processos e atividades em cada setor", explicou o atual reitor, Luiz Simão Staszczak.

"O repasse de informações estratégicas deverá fortalecer ainda mais as futuras tomadas de decisões da professora Elaine e de sua equipe, no sentido de darem continuidade ao trabalho desenvolvido até aqui. Na segunda etapa, será feito um aprofundamento sobre os processos e conjuntos de atividades operacionais em cada setor", explicou Staszczak.

A série de reuniões segue até 10 de dezembro, na reitoria. O cronograma e os assuntos a serem tratados estão assim definidos:

Data Temas
26.11.2019  Pró-Reitoria de Pesquisa, Inovação e Pós-Graduação (Propi)
Diretoria de Gestão da Tecnologia da Informação (Dirti)
03.12.2019 Pró-Reitoria de Extensão (Proex)
Fundação de Apoio ao Instituto Federal do Espírito Santo (Facto)
Assessoria de Comunicação Social (Ascom)
Assessoria Internacional (Asint)
06.12.2019 Pró-Reitoria de Desenvolvimento Institucional (Prodi)
Auditoria Interna (Audit)
Ouvidoria (Ouvid)
Comissão de Ética (Ética)
10.12.2019 Pró-Reitoria de Administração (Proad)
Gabinete da Reitoria (Gabin)
Diretoria Executiva da Reitoria (Diret)
Conselhos, Núcleo de Apoio à Correição (Nurei)
Procuradoria Jurídica (Proju)

Eleições - Com 29,07% dos votos de estudantes, professores e técnicos-administrativos, a professora de Administração do Campus Campo Grande, Elaine Cassiano, foi eleita para mandato de quatro anos à frente da instituição. Em dez anos, é a primeira mulher escolhida para o cargo de dirigente máximo do IFMS.

Elaine concorreu ao cargo com o professor Luiz Simão Staszczak, que obteve 27,35% dos votos da comunidade, e com o professor Jiyan Yari, também do Campus Campo Grande, que recebeu 9,28% dos votos.

A eleição foi realizada no dia 9 de outubro, nos dez campi e reitoria. Segundo a comissão eleitoral central, participaram da votação 44,20% dos 9.374 mil eleitores aptos a votar. O percentual de abstenção foi de 55,80%. O pleito registrou, ainda, 3,53% de votos brancos e nulos.

Também foram eleitos os diretores-gerais dos campi. Dos dez eleitos, seis irão ocupar o cargo pela primeira vez.

O Conselho Superior (Cosup) do IFMS homologou o resultado das eleições em reunião realizada no dia 24 de outubro. O nome da nova reitora foi encaminhado à Presidência da República, responsável pela nomeação.